Vou ser pai! E agora?

ser pai

 

Vou ser pai! E agora? É amigo eu sei como é ouvir a notícia de que a menstruação está atrasada e ela nunca chega, sei como é ouvir sua parceira dizer que está com enjôo sem mais nem menos. Isso é desesperador, mas calma lá, não é o fim do mundo. Você só será papai!

Sei como é tenso ser pai jovem e ainda mais quando não se tem nada planejado. Mas vamos lá vou contar minha história.

Eu tinha 19 anos quando descobri que iria ser pai, namorava uma menina a poucos meses e fomos um pouco desprevinidos, é aquela velha história nunca vai acontecer comigo, é uma chance em um milhão, tal pessoa sempre faz sem preservativo e nunca teve filho, pois é, mas aconteceu justamente comigo.Fui premiado. Foi aquele desespero de sempre, e eu falava: – não é possível, esses exames falham, vamos esperar pra ver!.

Fomos esperando e a barriga dela foi crescendo, e então não tinha jeito, era aceitar e pronto. Agora eu já não sabia mais o que fazer, estava comecando minha faculdade, fazia natação e academia todo santo dia, e gostava de andar de skate aos fins de semana, no momento pensei  que jamais faria essas coisas de novo.

O tempo foi passando e eu fui me conformando com a idéia de ser pai, brigas eram constantes, tanto entre nós dois quanto em nossas famílias e isso me deixava mais frustado ainda, e pra piorar a situação eu estava desempregado. Comecei a procurar emprego e consegui uma vaga de estagiário em uma cidade que ficava a 50km da minha, o serviço era tranquilo mas o problema era pegar seis onibus por dia e voltar para casa só para dormir. Ganhava  pouco e isso me deixava muito irritado, pois só se descobre como é caro para se sustentar uma criança depois que temos uma rs. Fica a dica.

 

gastos

 

Larguei minha academia e natação, meu skate ficou encostado na parede  e agora as coisas ficavam mais sérias pois minha parceira precisava mais da minha colaboração, voce sabe né, mulher fica sensivel nessas fases e isso faz elas quererem comer coisas estranhas e chorarem com maior frequencia.

E agora faltava descobrir o sexo da criança, eu estava torcendo para ser menino, tinha certeza que seria menino de tanto que os outros falavam segundo suas crendices, e eu acreditava. Fomos ao ultrassom, eu completamente confiante que era menino, e na hora a surpresa, era uma menina :(, fiquei sem palavras e todos na sala perceberam minha reação , o médico tentou me animar, mas de nada adiantava, aquela noite fui dormir com uma decepção. Ficava pensando se pelo menos fosse homem eu poderia levar para andar de skate, ele seria corajoso e poderiamos comprar brinquedos maneiros. Mas não, era uma menina, e eu tive de me conformar com a notícia.

As semanas foram se passando, fomos gastando mais dinheiro para pagar médico , parto , enxovais e afins. Montamos o quartinho dela inteiro, a mãe decidiu que ela se chamaria Alice e eu concordei. Até então, mesmo vendo ela com aquele barrigão e aquele quarto todo montado  eu não conseguia sentir nenhuma emoção, e isso as vezes me deixava confuso,  pois não sabia se seria um bom pai.

No penultimo dia antes da cirurgia estavamos fazendo os ultimos ajustes do quarto, eu e minha namorada nos sentamos na cama, ela puxou aquele mobile do berço e dele saiu uma música tão suave e inocente e aqueles bichinhos começaram a rodar, essa música realmente mexeu comigo e me arrepiou e foi nesse momento que eu realmente senti que era a hora, que a partir daquele momento minha vida jamais seria a mesma. Eu seria pai.

No dia seguinte ela nascia, não assisti ao parto pois sabia que iria desmaiar, a enfermeira trouxe ela até meus braços e me parabenizou, e ali estava eu, um idiota que mal sabia segurar um cachorro de repente sentia uma força e um amor tão grande capaz de esquecer quem eu era, e nesse instante eu disse a mim mesmo  que cuidaria dela para sempre. Ela precisava de mim.

pai jovem

Enfim eu era pai, muita coisa mudou na minha vida, e muita coisa mudou para melhor, assim que ela ia crescendo eu ia crescendo tambem, e hoje posso dizer que ser pai jovem me fez uma pessoa muito melhor.

Eu queria tanto ter um menino mas minha filha é mais corajosa que muito marmanjo, e superou todas minhas expectativas sobre se ter menina. Admiro sua coragem e sua personalidade.

filha

Hoje Alice está com seis anos é muito esperta e gosta de andar de skate e de ser aventureira, eu sua mãe depois de alguns conflitos decidimos seguir nossos caminhos separados, seria melhor para Alice e para nós mesmos.

Pai e filha

 

Bom, esse é um pouco da minha experência de ser pai jovem. O que eu realmente gostaria de dizer com esse texto é para você que está passando por uma situação parecida, não se desespere, uma vida é sempre uma vida, e não fique se culpando pelos seus erros, a vida nos da oportunidade incríveis que só descobriremos se vivermos. Para você que é mãe e pai ao mesmo tempo, parabens você é guerreira e tenho certeza que sera recompensada um dia, as dificuldades são passageiras é só ter força. Não desista.

Pai e filha

 

“Uma vida é sempre uma vida. Saiba dar valor”